quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

O Poder das Nossas Escolhas ( Inspirado no filme: Um Homem de Família)



Quantas vezes em nossas vidas não nos deparamos com a seguinte questão: “O que seria de mim hoje se tivesse seguido aquele caminho e não esse?” ou “O que estou fazendo aqui? Poderia ser diferente!
Tudo é uma questão de escolhas, ou como diria Paulo Coelho: “Há momentos na vida em que um sim ou não podem mudar toda uma existência!”...
Muitas vezes deixamos de ser felizes: viver um grande amor, uma nova oportunidade de emprego, um abraço, uma palavra amiga, um telefonema, ou mesmo deixamos de fazer uma extravagância de vez em quando, pelo puro medo de sofrer...

                               http://4.bp.blogspot.com/-6asgSczqXKE/TdgqAmlZQZI/AAAAAAAADUA/B895dUsR8tg/s1600/Um+Homem+de+Fam%25C3%25ADlia.jpg


Sendo assim, podemos perder um grande amor, uma amizade ou mesmo novos desafios que nos permitiriam crescer profissionalmente, culturalmente, espiritualmente, etc.
São esses assuntos abordados no filme: “Um homem de família”, onde uma simples decisão traçou o destino de duas pessoas : Jack e Kate. Viveram um amor juvenil, repleto de paixão, esperança e muitos planos.
Mas ambos teriam de tomar uma decisão para o crescimento profissional: Jack mudaria de cidade por um estágio e Kate ingressaria numa faculdade renomada. Mesmo que tudo estivesse combinado para que Jack voltasse em um ano, não foi o que aconteceu, e nos deparamos com uma fase após treze anos...
A história destaca a época natalina, onde Jack agora é o presidente de uma grande empresa, mas sofre na solidão de não ter com quem compartilhar todo seu dinheiro... Enquanto Kate, vive uma vida simples, embora não tenha o esquecido e também está solteira.
           Ainda que inconscientemente, ambos são ligados por um sentimento forte e um belo dia Kate se encoraja e resolve fazer uma ligação... Mas não foi atendida!
Jack resolve não retornar, porém, quando deita em sua cama algo extraordinário acontece: Kate está dormindo ao seu lado, e logo após chegam duas crianças: seus filhos!
Á partir daí uma série de confusões acontecem, ele não entende nada e tenta voltar a ser quem era, inutilmente. Acaba por se esforçar e viver um pouco mais aquele momento diferente. Embora com o passar do tempo, percebe que apesar da vida simplória, o amor preenche todas as dificuldades que possam existir.
Ele tem dúvidas, se incomoda com a rotina, mas tudo isso por ainda não conseguir enxergar os milagres que acontecem todos os dias ao abrir os olhos quando acorda.
Quando descobre essas pérolas, tudo passa a ser diferente! Mas é tarde de mais: hora de voltar! E ao dormir, acorda sozinho em sua luxuosa cobertura, porém, desesperado e decidido ir em busca do seu grande amor.
Kate também não se casou, e agora está mudando para Paris, onde resolve devolver os pertences da época em que namoravam. Fica muito triste com a situação, mas encara com força, talvez uma forma de enfrentar a situação não muito feliz.
Depois de tantas idas e vindas, valeu à pena esperar! O reencontro acontece e é comovente: Jack luta , corre atrás e finalmente se declara... 

E assim, podemos pensar em quantas Kates e Jacks existem ao longo do mundo?

A resposta é clara, mas o final feliz nem sempre é a realidade. Portanto, devemos aprender a nos conhecer, refletir sempre diante da vida e das oportunidades que nos são colocadas.
A opção de ir em frente ou mudar a rota é de cada um, mas é importante compreender que todas as atitudes tomadas, terão consequências...
Ação e reação são as duas vertentes mais certas que regem a vida humana, sendo o equilíbrio a opção mais saudável.
E para manter a vida próxima da verdadeira felicidade, é uma questão de merecimento! Portanto, que nesse novo ano que inicia-se, vamos buscar sermos merecedores de todas as dádivas que a vida possa nos conceder! E é claro, tudo em nome do AMOR...


                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário